Dylan Martinez/ Reuters
Dylan Martinez/ Reuters

Polícia detém mais três suspeitos por atentado em Londres

Ataque, cuja autoria foi reivindicada pelo Estado Islâmico, deixou 8 mortos e 48 feridos

O Estado de S.Paulo

07 de junho de 2017 | 22h57

LONDRES - Mais três pessoas foram detidas, nesta quarta-feira (7), no âmbito da investigação do atentado que deixou oito mortos em Londres no último sábado - anunciou a polícia britânica.

Com o apoio de bombeiros, a Polícia prendeu dois homens em uma rua de Ilford, no leste de Londres, de acordo com um comunicado da Polícia Metropolitana.

Um homem de 27 anos foi preso por acusações de terrorismo, e o segundo, de 33, por tráfico de drogas. O terceiro suspeito, de 29, foi detido em uma casa da mesma zona na capital por "preparação de atos de terrorismo", completou a Polícia.

Outras batidas foram feitas em uma residência e em um estabelecimento comercial de Ilford.

 A autoria do atentado de Londres, que deixou 8 mortos e 48 feridos, foi reivindicada pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI). No sábado, três homens atropelaram pedestres na Ponte de Londres antes de abandonarem o veículo e começarem a esfaquear pessoas em uma área de bares e restaurantes.

O ataque, no qual também morreram os três agressores, ocorreu menos de duas semanas depois do atentado em Manchester, ao fim do show da cantora pop americana Ariana Grande, no qual 22 pessoas morreram.

A polícia recebeu alertas de que um veículo havia atropelado pedestres na Ponte de Londres às 22h08 (18h08 em Brasília). Os avisos de emergência se multiplicaram e pouco depois a polícia confirmou que estava respondendo às informações de que pessoas tinham sido esfaqueadas no Mercado Borough, o conhecido centro que fica próximo à ponte.

Os policiais reagiram rapidamente e enfrentaram os suspeitos, que foram abatidos. A morte dos agressores aconteceu oito minutos depois de a polícia receber o aviso do ataque, informou o departamento, acrescentando que os suspeitos carregavam algo semelhante a um cinto de explosivos, que depois descobriu-se que eram falsos.

Agentes da unidade antiterrorista da polícia metropolitana detiveram no domingo sete mulheres e quatro homens, com idades entre 19 e 60 anos, no bairro de Barking, no leste de Londres. As forças de ordem realizaram uma nova série de detenções na segunda-feira em Barking e em Newham.

A polícia de Londres identificou dois dos responsáveis pelo atentado como Khuram Butt, de 27 anos, e Rashid Redouane, de 30 anos.

Explosão controlada. A polícia britânica anunciou ter realizado nesta quarta-feira uma explosão controlada perto da nova sede da embaixada americana em Londres, ainda desocupada, após receber informes de que havia dois veículos suspeitos abandonados na região.

A intervenção ocorreu em um clima de extremo nervosismo, quatro dias após um atentado no centro da capital britânica que deixou 8 mortos e 48 feridos no centro de Londres e na véspera das eleições britânicas. / AFP

Tudo o que sabemos sobre:
LONDRES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.