ALEXANDER NEMENOV/AFP
ALEXANDER NEMENOV/AFP

Polícia detém manifestantes após protesto em Moscou

18 pessoas foram levadas para uma delegacia após protesto na Praça Vermelha; pessoas reivindicavam prisão de Alexei Navalny

AE, Estadão Conteúdo

31 de dezembro de 2014 | 10h25

A polícia prendeu vários manifestantes, incluindo membros da banda punk Pussy Riot, após um protesto perto da Praça Vermelha, em Moscou. A integrante do grupo musical Maria Alekhina disse no Twitter que ela e outros ativistas que passaram a noite perto da praça foram detidos pela polícia nesta quarta-feira.

Membros do OVD Info disseram que 18 pessoas foram levadas para uma delegacia de polícia nas proximidades.

Alguns milhares de pessoas se reuniram perto da Praça Vermelha na terça-feira, na mais ousada demonstração antigovernista em anos, para protestar contra a condenação judicial do líder da oposição Alexei Navalny e seu irmão. A polícia permitiu que os manifestantes ficassem no local por cerca de duas horas antes de dispersar a multidão.

A OVD Info afirmou que mais de 200 pessoas também foram presas na terça-feira, embora muitos tenham sido liberados. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
rússiapolítica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.