Polícia detém vice-presidente do Congresso Judaico russo

O empresário Mikhail Mirilashvili, vice-presidente do Congresso Judaico russo, foi preso nesta quarta-feira sob suspeita de ter seqüestrado duas pessoas, informou a procuradoria-geral. Mirilashvi é dono de uma rede de hotéis, cassinos, lojas e outros negócios, num dos quais é sócio do magnata Vladimir Gusinski, dono da emissora NTV, que faz oposição ao Kremlin. Gusinski está sendo processado por fraude.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.