Polícia deve ser processada pelo caso Jean Charles

O procurador-geral do Reino Unido rejeitou nesta quinta-feira o pedido feito pela Polícia britânica de não ser processada pela morte do brasileiro Jean Charles de Menezes, assassinado a tiros o ano passado ao ser confundido com um terrorista no metrô de Londres. O escritório do procurador-geral, Lorde Peter Goldsmith, escreveu à Autoridade da Polícia Metropolitana, que apresentara o pedido, para comunicar-lhe que o processo será mantido.Em julho deste ano, a Procuradoria anunciou que não acusaria nenhum agente pela morte de Jean Charles, mas processaria a corporação como um todo por violação da lei de Segurança e Higiene no trabalho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.