Polícia dispersa refugiados no Eurotúnel

A polícia francesa lançou gases lacrimogêneos para dispersar nesta quarta-feira centenas de refugiados que irromperam no túnel sob o Canal da Mancha, o Eurotúnel, na tentativa de entrarem ilegalmente na Grã-Bretanha. Pelo menos um refugiado ficou ferido. No total, cerca de 550 refugiados de um centro próximo às instalações locais da Cruz Vermelha tentaram cruzar o túnel, em ondas sucessivas, durante a noite de terça para quarta-feira. O tráfego ferroviário foi interrompido e depois reiniciado à 8 horas (hora local) desta manhã. A cada semana, dezenas de refugiados tentam entrar ilegalmente na Grã-Bretanha através do túnel, mas não são freqüentes as tentativas em massa. Acredita-se que os refugiados tentavam aproveitar o escasso tráfego ferroviário durante o Natal. Cerca de 1.000 refugiados estão alojados no centro da Cruz Vermelha no povoado litorâneo de Sangatte. Muitos deles são curdos ou afegãos. Estão em busca de uma vida melhor do outro lado do Canal da Mancha, onde as leis de imigração são relativamente liberais e onde têm maior probabilidade de legalilzar sua permanência. Um executivo do Eurotúnel acusou os refugiados de prepararem um espetáculo para os meios de comunicação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.