Polícia diz que até 15 morreram em explosão no Texas

Equipes de resgate procuravam sobreviventes em meio a escombros da explosão de uma fábrica de fertilizantes localizada numa pequena cidade do Texas. Segundo a polícia, até 15 pessoas morreram após o acidente, que, segundo testemunhas, produziu um cenário de guerra ao deixar o prédio da fábrica em ruínas e destruir edifícios ao redor.

Agência Estado

18 de abril de 2013 | 09h44

A explosão na cidade de West, localizada a cerca de 130 quilômetros ao sul de Dallas, estremeceu o chão com a força de um pequeno terremoto e pode ser ouvida a dezenas de quilômetros de distância.

"Eles ainda estão retirando feridos e pessoas que estão em suas casas", afirmou o sargento William Patrick Swanton, da polícia de Waco, na manhã desta quinta-feira. Posteriormente, ele declarou que "num determinado momento, vamos iniciar a operação de recuperação, mas agora ainda estamos na fase de busca e resgate."

Swanton disse que autoridades acreditam que entre cinco e 15 pessoas morreram na explosão, mas destacou que esta é uma estimativa inicial, já que as operações ainda estavam em curso. Não há qualquer indicativo de que a explosão seja algo mais do que um acidente industrial, disse ele.

Dentre as pessoas que podem ter morrido está um grupo de bombeiros voluntários e um oficial da polícia que respondeu ao chamado de incêndio na West Fertilizer Co., cerca de uma hora antes da explosão. Até a manhã desta quinta-feira, essas pessoas estavam desaparecidas.

A explosão, que aconteceu por volta das 20h, destruiu uma área de quatro quarteirões ao redor da fábrica. Foram destruídos entre 50 e 75 casas, um complexo de apartamentos com cerca de 50 unidades, uma escola e uma casa de repouso, de onde foram retirados 133 pacientes antes da explosão, alguns em cadeiras de rodas.

Embora as autoridades tenham dito que vai levar algum tempo até que saibam o número total de mortos, há informações de que mais de 160 pessoas ficaram feridas.

Os bombeiros voluntários da cidade haviam respondido a um chamado na fábrica às 19h29, disse Swanton. Em razão do estoque de produtos químicos armazenado no local, "eles se deram conta da seriedade do caso", afirmou ele.

Dezenas de veículos de emergência foram deslocados para o local nas horas após a explosão. Imagens aéreas mostraram pessoas feridas recebendo tratamento num campo de futebol. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUATexasexplosão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.