AP Photo/Nariman El-Mofty
AP Photo/Nariman El-Mofty

Polícia do Egito mata ao menos 40 suspeitos de terrorismo após atentado

Ao menos três turistas vietnamitas morreram em ataque a ônibus perto das pirâmides de Gizé na sexta-feira

O Estado de S. Paulo, O Estado de S.Paulo

29 Dezembro 2018 | 10h41

CAIRO - Forças de segurança egípcias mataram neste sábado,29,  40 suspeitos de terrorismo durante várias operações no Egito, um dia após o ataque a um ônibus turístico vietnamita perto do Cairo, informou o Ministério do Interior. Três turistas vietnamitas foram mortos na sexta-feira pela explosão de uma bomba caseira na passagem do ônibus em que viajavam perto do local das Pirâmides de Gizé, nos arredores do Cairo. 

O guia egípcio também morreu em conseqüência das feridas sofridas no ataque. As operações foram dirigidas contra supostos combatentes jihadistas em Gizé, onde o ataque ocorreu, e no norte do Sinai (leste), de acordo com o ministério.

"Quarenta terroristas morreram em operações de segurança, 30 na região de Gizé e 10 no norte do Sinai", segundo a mesma fonte.  "Eles planejaram uma série de ataques contra o setor turístico, locais de culto cristão e forças de segurança", acrescentou.

O ministério não vinculou essas operações policiais com o ataque na sexta-feira - que não foi reivindicado -, mas uma fonte de segurança disse que eles foram realizados no sábado bem cedo, portanto, após o ataque. Este ataque foi o primeiro contra turistas no Egito desde julho de 2017. 

O setor turístico egípcio foi muito afetado pela instabilidade política e pelos ataques de movimentos extremistas, como o grupo jihadista Estado Islâmico (EI), após a revolução de 2011./ AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.