Polícia do Irã bloqueia casa de líder opositor, diz site

A polícia iraniana bloqueou hoje o acesso à casa do líder oposicionista Mir Hossein Mousavi e cortou suas linhas de telefone, informou um site reformista. A intenção das autoridades seria impedir que ele compareça a um protesto em apoio às revoltas no mundo árabe.

AE, Agência Estado

14 de fevereiro de 2011 | 10h15

"As forças de segurança enviaram vans e (outros) veículos da polícia para a passagem onde está localizada a casa do sr. Mir Hossein Mousavi e de sua mulher Zahra Rahnavard" em Teerã, afirmou o site Kaleme.com. Segundo o site, não há possibilidade de se deixar a casa ou de entrar nela. A fonte afirma que todas as linhas de telefone, incluindo as conexões de telefone celular, foram cortadas.

O site Kaleme.com afirmou que as medidas "ilegais e restritivas" são tomadas para impedir que Mousavi participe de um ato em apoio ao povo da Tunísia e do Egito. Mousavi e o também líder oposicionista Mehdi Karroubi pediram permissão ao Ministério do Interior para realizar uma manifestação hoje.

O Irã apoiou os levantes árabes, mas o Ministério do Interior recusou-se a permitir manifestações da oposição, vistas pelas autoridades como um plano para realizar protestos contra o próprio governo de Teerã, como os ocorridos em 2009 após a contestada reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad.

Apesar da proibição oficial, vários grupos disseram que pretendem se manifestar ainda hoje em apoio aos levantes árabes. Karroubi enfrenta uma prisão domiciliar há quase uma semana. Seus parentes e amigos foram impedidos de visitá-lo. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Irãpolíticaoposiçãomanifestação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.