Polícia do México eleva a 145 total de corpos encontrados em vala comum

Autoridades afirmam que número ainda pode subir, já que trabalhos de escavação seguem

estadão.com.br

14 de abril de 2011 | 21h55

Legistas retiram corpos de caminhão usado no transporte.

 

MATAMOROS - O total de corpos encontrados em valas clandestinas no estado de Tamaulipas, no nordeste do México, chegou a 145 nesta quinta-feira, 14, informou o governo do estado. As autoridades acreditam que o número ainda aumentará, já que a escavação continua, segundo informou a agência AFP.

 

Os corpos foram encontrados em San Fernando, no Estado de Tamaulipas, mesmo local onde em agosto de 2010 foi registrada a chacina de 72 imigrantes centro e sul-americanos. As vítimas faziam parte de um grupo de 76 pessoas que tentavam entrar nos EUA quando foram sequestradas.

 

Até agora, já são 17 os detidos por suspeita de envolvimento com a matança, atribuída ao cartel Los Zetas, responsável também pela chacina anterior.

 

Mais de 37 mil pessoas morreram no México desde que o presidente Felipe Calderón iniciou sua política de tolerância zero no combate ao narcotráfico e enviou o Exército para lutar contra os cartéis. A situação coloca em xeque a imagem do país norte-americano como um dos principais destinos turísticos do mundo.

Tudo o que sabemos sobre:
MéxicotráficonarcotráficoZetas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.