Polícia do Paquistão detém clérigo pró-Taliban

A polícia do Paquistão prendeu o clérigo pró-Taliban Sufi Mohammad, acusando-o de ajudar militantes na região noroeste do país e de sabotar a ofensiva do governo para combatê-los, disse uma autoridade neste domingo.

FARIS ALI, REUTERS

26 de julho de 2009 | 14h52

Mohammad ajudou a fechar o acordo entre o governo e o Taliban em fevereiro para pôr fim à violência no vale do Swat, no noroeste do país, mas o pacto fracassou após militantes se recusarem a entregar as armas e começarem a expandir suas influências em distritos próximos.

Forças de segurança lançaram uma ofensiva contra os militantes em Swat e distritos próximos há três meses, conforme os avanços do Taliban levantavam preocupações sobre a estabilidade do aliado norte-americano e a segurança de suas armas nucleares.

"Nós o prendemos pois suas atividades podem quebrar a lei e a ordem e após uma investigação abriremos um processo contra ele", disse Mian Iftikhar Hussain, ministro de Informação da província da Fronteira Noroeste.

"Ele tem se envolvido em atividades que ajudam a militância e militantes e que sabotam os esforços do governo para combatê-los", afirmou em coletiva de imprensa em Peshawar.

(Reportagem adicional de Kamran Haider)

Tudo o que sabemos sobre:
PAQUISTAOPRENDECLERIGO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.