Sang Tan/AP
Sang Tan/AP

Polícia do Reino Unido recebe treinamento contra terrorismo

Autoridades temem que cidades possam ser alvo de ataques como o de Mumbai, em 2008

estadão.com.br

26 de outubro de 2010 | 13h35

LONDRES - A polícia do Reino Unido está recebendo treinamento específico com armas pesadas e exercícios extras para se preparar para ataques parecidos com o ocorrido em Mumbai, na Índia, em 2008, informa o jornal britânico The Guardian nesta terça-feira, 26.

 

Uma série de exercícios para preparar a polícia contra terroristas que atacam lugar cheios com armas automáticas já foi iniciada. Pela primeira vez as forças de segurança estão ampliando seu poder de fogo para lidar com uma ameaça latente, segundo a agência de notícias BBC.

 

Especula-se que o Exército britânico também esteja envolvido no treinamento. Há planos para estabelecer uma base militar em Londres para combater qualquer potencial ameaça terrorista em 2012, quando a capital sediará os Jogos Olímpicos.

 

A notícia dos novos treinamentos aparece depois de a inteligência britânica interceptar informações de que a rede terrorista Al-Qaeda planejava atacar cidades europeias da mesma forma como a cidade de Mumbai foi atacada. Cidades da França e da Alemanha também seriam alvos.

 

O alerta foi colocado em dúvida e as inteligências europeia e paquistanesa disseram que a medida tinha motivação política. Autoridades de segurança, porém, disseram que a polícia deveria estar treinada para tais situações.

 

"Essas pessoas como os terroristas de Mumbai são um pouco como soldados, eles atiram e avançam, só querem matar o máximo que puderem. Temos que dar armas pesadas para a polícia e treiná-la", disse Alan West, ex-ministro da Defesa. "Não há como você ter tropas treinadas no nível do Exército em todas as partes do país. A polícia está lá e deve estar pronta para agir", completou.

 

O alerta para uma possível ameaça de ataque terrorista no Reino Unido permanece no nível "severo", o segundo maior na escala, o que significa que há grande probabilidade de ocorrer um atentado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.