Polícia dos EUA desarma bomba na casa de atirador

A polícia da cidade de Aurora, nos Estados Unidos, começou neste sábado a desarmar as armadilhas e explosivos no apartamento de James Holmes, que na sexta-feira entrou em um cinema da cidade e matou 12 expectadores, ferindo outras 58 pessoas.

AE, Agência Estado

21 de julho de 2012 | 19h15

As autoridades federais detonaram um pequeno explosivo e desarmaram outro que estava dentro do apartamento, utilizando um canhão de água. O local parece ter três tipos de explosivos: potes cheios de produtos inflamáveis; substâncias químicas que explodem quando misturadas; e mais de 30 granadas improvisadas.

Apesar da polícia ainda estar examinando o apartamento, que fica no terceiro e último andar de um prédio residencial, as famílias que moram no lugar devem poder voltar para casa neste domingo.

Holmes, um estudante de medicina de 24 anos, entrou na sala de cinema na madrugada de sexta-feira, vestindo roupas pretas, uma espécie de armadura e uma máscara de gás. Ele utilizou bombas de gás lacrimogêneo antes de abrir fogo contra a plateia, que assistia uma sessão especial de estreia do novo filme do Batman. A polícia cercou rapidamente o local e prendeu o acusado atrás do cinema, ao lado do seu carro. Ele não tentou resistir.

Segundo um relatório obtido pela Associated Press, as autoridades ainda não descobriram o motivo do ataque. Sete dos feridos ainda permaneciam hospitalizados neste sábado em estado grave. Detalhes dos mortos começaram a surgir, incluindo a identidade de uma menina de apenas 6 anos, cuja mãe está na unidade de tratamento intensivo, após ter sido baleada na garganta e no abdome.

Memoriais improvisados foram montados em homenagem às vítimas. Perto da entrada do cinema, 12 velas foram acessas junto a arranjos de flores. Além disso, cerca de 20 pastores protestantes lideraram uma vigília com quase 350 pessoas, algumas das quais rezavam e choravam.

Em um discurso no rádio, o presidente dos EUA, Barack Obama, pediu que os norte-americanos rezem "para as vítimas dessa terrível tragédia, para as pessoas que conheciam as vítimas e as amavam, para aqueles que ainda estão lutando para se recuperar".

Uma das vítimas, Matt McQuinn, de 27 anos, foi morto quando se atirou na frente da namorada e do cunhado, para protegê-los dos tiros. Outro, Alex Sullivan, foi ao cinema para comemorar seu aniversário e o primeiro ano de casamento.

Ataque

O chefe de polícia de Aurora, Dan Oates, disse que Holmes usou um rifle semiautomático, uma espingarda e uma pistola no ataque. Ele comprou as armas em lojas da região nos últimos dois meses. Ele também adquiriu recentemente 6 mil munições, pela Internet, tudo de maneira legal.

As ótimas notas do suspeito na vida escolar, seu comportamento aparentemente tímido e a falta de antecedentes criminais tornam o ataque uma incógnita. Aqueles que conhecem Holmes o descrevem como uma pessoa tímida e inteligente, criada na Califórnia por pais que eram ativos na sua comunidade no subúrbio de San Diego. Ele jogou futebol na escola Westview e viajou pelo país antes de entrar no programa de neurociência da Universidade do Colorado, em Denver.

Não está claro porque Holmes escolheu o cinema, ou se planejava algum tipo de ligação simbólica com as cenas violentas do filme. Essa é a última parte de uma trilogia estrelada pelo ator Christian Bale, e mostra o homem-morcego lutando contra o vilão Bane, que tem uma arma nuclear que pode destruir a cidade ficcional de Gotham.

Nesta sábado, a Warner Bros. divulgou que não vai revelar a receita do filme no fim de semana, em respeito às vítimas do ataque. Outros grandes estúdios de Hollywood farão o mesmo, esperando até segunda-feira para informar esses dados.

Segundo o comissário de polícia de Nova York, Ray Kelly, Holmes pintou o cabelo de vermelho e "disse que era o Curinga, obviamente o inimigo do Batman". As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EUAatiradorapartamentobomba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.