Polícia dos EUA prende suspeito de matar sete mulheres

Os corpos de sete mulheres foram encontrados pela polícia dos Estados Unidos após um homem confessar ter estrangulado uma das vítimas em um hotel de Indiana. O suspeito informou aos investigadores a localização de outros três cadáveres, em imóveis abandonados na cidade de Gary, a 50 quilômetros de Chicago.

Estadão Conteúdo

20 de outubro de 2014 | 14h33

Apenas duas vítimas foram identificadas até o momento. A jovem de 19 anos Afrika Hardy, encontrada morta em um hotel à beira da estrada, e Anith Jones, 35, que estava desaparecida desde o dia 8 de outubro e foi reconhecida por familiares. Guiada pelo suspeito, a polícia inicialmente descobriu outras duas vítimas. E, na noite do domingo, disse ter localizado outros três cadáveres, totalizando sete mortes.

O representante da polícia local, Rich Hoyda, não respondeu se o homem, de 43 anos, conhecia as vítimas, se havia confessado matar todas as sete mulheres e se já havia possíveis motivos para os crimes. Também não foram reveladas as acusações que a polícia irá prestar contra o suspeito.

A primeira vítima, Afrika, foi encontrada na noite da sexta-feira. "Uma amiga da falecida nos ligou e ela estava preocupada porque ela não estava atendendo suas ligações", disse Hoyda. "Então fomos até lá e encontramos ela morta".

Depois, os investigadores conseguiram um mandato de busca para uma casa de Gary e prenderam o suspeito. Hoyda diz que o homem confessou o crime durante o interrogatório e disse aos policiais "onde diversas outras vítimas (mulheres) de possíveis homicídios estavam".

O nome do suspeito ainda não foi divulgado porque ele não foi formalmente indiciado. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAcrimehomicídioIndianamulheres

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.