Polícia dos EUA prende suspeito de planejar ataque com bomba

Jovem de 19 anos teria planejado ataque com carro-bomba em cerimônia de inauguração de árvore de Natal.

BBC Brasil, BBC

27 de novembro de 2010 | 12h09

Mohamud teria dito a agente do FBI que planejava guerra santa desde os 15 anos

Um jovem foi preso no Estado americano do Oregon suspeito de planejar um ataque com carro-bomba durante uma cerimônia pública de inauguração de uma árvore de Natal.

Mohamed Osman Mohamud, de 19 anos e nascido na Somália, foi preso depois de supostamente ter feito um telefonema com a intenção de explodir uma bomba no centro da cidade de Portland. No entanto, a bomba era falsa e teria sido fornecida pelos agentes do FBI que trabalhavam na operação de captura de Mohamud.

Mohamud, que é cidadão americano naturalizado, teria entrado em contato com uma pessoa no noroeste do Paquistão.

O jovem é de outra cidade e viajou até Portland em um furgão, para chegar até a cerimônia. Ele foi preso no final da tarde de sexta-feira, cerca de 20 minutos antes do acendimento das luzes da árvore de Natal.

De acordo com promotores, Mohamud teria gritado "Deus é grande" e tentado chutar os agentes que o prenderam.

Depois de sua captura, ele foi acusado de tentativa de usar uma arma de destruição em massa.

Emails

De acordo com documentos da Justiça americana, Mohamud começou a trocar emails com seu suposto associado no noroeste do Paquistão em agosto de 2009.

"A ameaça foi muito real. Nossa investigação mostra que Mohamud estava comprometido com a realização de um ataque em grande escala. Quero garantir às pessoas desta comunidade que, de todas as formas, nós negamos à ele a habilidade de realizar este ataque", disse o agente especial do FBI Arthur Balizan.

Um agente do FBI agiu como se fosse o associado de Mohamud, do Paquistão, e se encontrou com o jovem para discutir o plano, segundo os documentos da Justiça.

O agente disfarçado informou Mohamud que "muitas crianças" estariam no local onde fica a árvore de Natal, mas o jovem teria dito que estava procurando por uma "grande multidão que será atacada em seu próprio território, com suas famílias celebrando os feriados".

Mohamud teria dito ao agente do FBI que já planejava iniciar uma gerra santa, ou jihad, desde os 15 anos.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
estados unidosoregonataquecarro-bomba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.