Polícia e jovens entram em confronto em Túnis

A polícia usou gás lacrimogêneo e entrou em confronto com grupos de jovens do lado de fora do cemitério onde será enterrado o líder opositor Chokri Belaid, assassinado a tiros na quarta-feira, em frente à sua casa.

AE, Agência Estado

08 de fevereiro de 2013 | 12h22

A emissora privada de televisão Nessma informou que grupos de jovens tentavam roubar os carros do que foram ao cemitério e começaram a atirar pedras quando a polícia chegou ao local.

Os policiais responderam com gás lacrimogêneo e parte do gás entrou no cemitério. Pessoas que foram ao funeral impedir os jovens de jogar pedras.

O assassinato do advogado de 48 anos intensificou a crise política na Tunísia. O corpo de Belaid ainda não haviam chegado ao cemitério quando os confrontos tiveram inicio. As informações são da Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
Tunísiafuneraljovens

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.