Polícia egípcia mata emigrante do Sudão

Autoridades do governo do Egito afirmaram que a polícia do país matou um emigrante do Sudão e feriu três outros que tentavam chegar a Israel. Segundo um funcionário da área de segurança, que não quis se identificar, a polícia fez disparos de alerta, mas os sudaneses se recusaram a se render perto de al-Awja, um ponto de travessia comercial na fronteira com Israel. De acordo com um médico, o emigrante que morreu foi atingido por um tiro na cabeça.

AE-AP, Agência Estado

18 de setembro de 2010 | 12h23

Muitos emigrantes buscando asilo político e oportunidades de trabalho tentam entrar em Israel com a ajuda de traficantes beduínos. O Egito já matou dezenas de emigrantes nos últimos dois anos, gerando críticas de grupos de defesa dos direitos humanos.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitoSudãoIsraelemigrante

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.