Polícia egípcia usa canhões de água e balas de borracha conta manifestantes

Líder democrata ElBaradei também se juntou aos protestos no Cairo

Estadão.com.br

28 de janeiro de 2011 | 09h48

CAIRO - Milhares de egípcios enfrentam a polícia em em protestos contra o regime autoritário do presidente Hosni Mubarak nesta sexta-feira, 28. Segundo testemunhas, a polícia tenta impedir a manifestação utilizando canhões de água e balas de borracha nos manifestantes, que revidam com pedaços de pedras.

 

Veja também:

link Internet e celulares são bloqueados no Egito

link Egito prende membros da oposição

especial A revolução que abalou o mundo árabe

mais imagens Os protestos no Egito e na Tunísia

blog  Gustavo Chacra: acompanhe a situação no Egito

 

No Cairo, o líder democrático Mohamed ElBaradei também se juntou aos manifestantes durante as rezas de sexta-feira e protestos. Na capital, os protestos se concentram perto da sede do governo.

 

Os manifestantes, que se encontram principalmente no Cairo,  Mansoura, Suez, Aswan e Alexandria, gritam "abaixo Hosni Mubarak", pisando em cartazes com o rosto do mandatário, que está no poder a mais de 30 anos.

 

As agências internacionais relatam grande policiamento em todo o centro da capital egípcia, na entrada de pontes ao longo do Nilo e outros importantes pontos, com tropas de segurança equipadas com escudos e capacetes.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitoElBaradeiHosni Mubarak

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.