Polícia encontra 22 corpos com sinais de tortura em Bagdá

A Polícia iraquiana encontrou neste sábado 22 cadáveres com sinais de tortura, em diferentes partes de Bagdá, segundo fontes do Ministério do Interior.As fontes afirmaram que os cadáveres possuíam marcas de bala na cabeça, e que alguns tinham as mãos amarradas e os olhos vendados.Os corpos foram levados ao necrotério para serem identificados.O Iraque vive imerso em uma onda de violência sectária que tirou a vida de milhares de pessoas desde 22 de fevereiro, quando um templo xiita de Samarra, cerca de 120 quilômetros ao norte de Bagdá, foi alvo de um atentado.Violência no país Pelo menos quatro passageiros de um ônibus que circulava no centro de Bagdá foram mortos, na manhã deste sábado, em um atentado suicida. Outras 15 pessoas ficaram feridas. Na quinta-feira, autoridades informaram que os ataques de grupos rebeldes e terroristas aumentaram 22% durante o Ramadã, mês sagrado dos muçulmanos.Um soldado americano morreu na explosão de uma bomba que atingiu o veículo em que ele viajava, informou o Exército americano. Já são 2.780 os militares americanos mortos no Iraque desde a ocupação do país, em março de 2003, segundo dados oficiais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.