Polícia encontra 55 corpos sem identificação em Bagdá

A polícia iraquiana encontrou nesta segunda-feira 55 corpos sem identificação e com sinais de tortura em diferentes regiões de Bagdá. Segundo fontes policiais, a maioria das vítimas encontradas teriam sido assassinadas a tiros e estariam com as mãos atadas. Os cadáveres foram levados para um hospital público da capital iraquiana para que seja realizada a identificação.Nesta segunda-feira, onze pessoas foram assassinadas também na província de Diyala, ao noroeste de Bagdá. A polícia local informou que homens armados mataram três professores de Engenharia Agrônoma e um motorista, na Faculdade de Agronomia da Universidade de Diyala, no bairro de Al Mafrak, 65 quilômetros ao norte de Bagdá.A polícia acrescentou que uma bomba foi detonada, próxima a um veículo que transportava seis pessoas, em Balad Ruz, 30 quilômetros a sudeste de Baquba, causando a morte de quatro civis.Em outro ataque, um homem e sua esposa foram assassinados por um rebelde armado, em um local próximo à sede do grupo dissidente Muyahidin Jalk, ao norte de Baquba. Por fim, um soldado iraquiano morreu nesta segunda-feira e quatro civis ficaram feridos, após um ataque contra supostos insurgentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.