Polícia encontra corpos de miss Honduras e irmã

Foram encontrados dois corpos que a Polícia Nacional de Honduras acredita ser da Miss Honduras, Maria José Alvarado, de 19 anos, e de sua irmã, Sofia, de 23 anos. Os corpos estavam enterrados próximos ao spa La Aguagua, onde elas desapareceram há seis dias.

Estadão Conteúdo

19 de novembro de 2014 | 21h16

O diretor da polícia, Ramon Sabillon, afirmou que o namorado de Sofia, Plutarco Ruiz, confessou ter matado as irmãs e levou as autoridades aos corpos enterrados na margem de um rio em um área montanhosa de Santa Bárbara, a cerca de 400 quilômetros a oeste de Tegucigalpa. As duas mulheres, que cresceram na área, foram mortas a tiros, aparentemente na noite em que desapareceram.

Um suposto cúmplice, Aris Maldonado, também foi detido. Sabillon disse que os dois homens enterraram os corpos perto do rio na esperança de que eles iriam se decompor rapidamente. Ele disse que, aparentemente, Ruiz atirou na namorada porque ela estava dançando com outro homem. Depois de uma discussão acalorada, ele sacou uma pistola e disparou contra Sofia primeiro, depois contra Maria José, enquanto tentava fugir.

Honduras, invadida por gangues e tráfico de drogas, tem a maior taxa de homicídios no mundo para um país que não está em guerra, com um número estimado de 90 a 95 assassinatos por 100.000 pessoas. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Hondurasmisscrime

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.