Polícia encontra maconha em fazenda de Pinochet

Uma plantação de maconha foi encontrada em um setor da fazenda onde estão as cinzas do ex-ditador Augusto Pinochet, atualmente embargada por um julgamento por enriquecimento ilícito.

AE, Agência Estado

06 de julho de 2011 | 14h30

Lucía Pinochet Hiriart, filha mais velha do ex-ditador, afirmou ao jornal La Tercera estar surpresa pela descoberta, que ocorreu em março do ano passado, mas chegou à imprensa apenas recentemente. "Sobre o que pode ocorrer na (fazenda) Los Boldos não temos ideia. Está aberta, até animais podem entrar. Está meio abandonada", afirmou.

Em uma capela de Los Boldos, 130 quilômetros a sudoeste de Santiago, estão depositadas as cinzas de Pinochet, que morreu em 10 de dezembro de 2006. O prédio era uma das muitas propriedades do ex-governante (1973-1990) e está embargado pela Justiça como parte de um processo de enriquecimento ilícito iniciado antes de sua morte.

Pinochet foi julgado e permaneceu em prisão domiciliar em Los Boldos, uma fazenda em que duas de suas filhas também construíram casas de veraneio, porém não foi condenado antes de morrer. O processo de enriquecimento ilícito segue em andamento e afeta também alguns membros da família Pinochet. A fazenda tem 51 hectares.

O jornal comprovou que os cuidados da fazenda estão a cargo de um funcionário do Exército, que auxiliava Pinochet enquanto este estava vivo. Ainda que não se tenham determinado responsabilidades, o promotor do porto de San Antonio, Eduardo Fernández, disse ao La Tercera que "a investigação ainda não está encerrada definitivamente". Não foi possível falar por telefone com o promotor. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
PinochetmaconhafazendaChile

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.