Polícia enfrenta manifestantes em refinaria na França

Grevistas bloqueavam entrada de Grandpuits, que fornece combustíveis para Paris e aeroportos.

BBC Brasil, BBC

22 de outubro de 2010 | 11h03

A polícia da França enfrentou manifestantes na entrada de uma das mais importantes refinarias de petróleo do país.

A refinaria de Grandpuits, perto de Paris, é uma das 12 afetadas pelas greves e manifestações dos últimos dias contra a reforma na Previdência. Ela fornece combustível para a capital francesa e os principais aeroportos da cidade, Orly e Charles de Gaulle.

No começo da semana, o presidente Nicolas Sarkozy ordenou que as autoridades acabassem com os bloqueios dos grevistas nas refinarias do país depois que milhares de postos de combustíveis ficaram sem o produto.

Em Grandpuit, o bloqueio já durava dez dias. Na madrugada da sexta-feira, cerca de cem policiais chegaram à refinaria com um representante do governo local e ordens de reabrir a instalação.

Horas depois, dezenas de grevistas formaram uma barreira humana na entrada da refinaria para tentar impedir que outros trabalhadores entrassem em Grandpuit e fossem trabalhar, obedecendo uma ordem judicial.

A polícia então tentou tirar os grevistas, mas os manifestantes reagiram, dando início a um confronto na entrada da refinaria, que acabou com o fim do bloqueio em Grandpuits.

Pelo menos duas pessoas ficaram feridas e uma foi levada para um hospital.

Apesar dos confrontos, os sindicatos da França já convocaram mais dois dias de greves e manifestações, em 28 de outubro e 6 de novembro, após o período de férias escolares que começa neste final de semana.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
françagrevegrandpuitmanifestantes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.