AP
AP

Polícia enfrenta manifestantes nas ruas de Zagreb

A polícia croata se confrontou com cerca de 15 mil manifestantes contra o governo que saíram em passeata hoje na capital do país. Os policiais utilizaram gás lacrimogêneo para dispersar as pessoas. Pelo menos, 25 manifestantes ficaram feridos.

AE, Agência Estado

26 de fevereiro de 2011 | 15h49

A maioria dos protestantes era composta de jovens que foram impedidos de entrar na praça central de Zagreb, onde está a sede do governo, por um cordão de policiais. Os manifestantes jogaram pedras e tijolos contra a milícia, que respondeu com o gás lacrimogêneo. Janelas próximas ao conflito foram quebradas.

Os policiais armaram cercas de metal para encurralar a multidão. Segundo a TV estatal da Croácia, cerca de 60 pessoas foram detidas pela polícia e 12 policiais e 13 manifestantes ficaram feridos.

Os protestos em Zagreb acontecem dois dias depois que centenas de manifestantes entraram em conflito com a polícia também em uma passeata contra o governo. Muitos croatas culpam o governo pela crise econômica e corrupção. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Croáciamanifestantesprotesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.