Polícia entra em confronto com manifestantes em Madri

Policiais armados com cassetetes entraram em confronto com manifestantes que protestavam contra a política econômica do governo e sete oficiais de polícia ficaram feridos. Emissoras de televisão mostraram imagens de objetos sendo jogados e policiais armados com cassetetes batendo em manifestantes perto do Ministério do Interior em Madri na noite de quinta-feira.

AE, Agência Estado

05 de agosto de 2011 | 10h41

Alfredo Perez Rubalcaba, ex-ministro do Interior e atual candidato do Partido Socialista às eleições gerais de 20 de novembro, disse que se os protestos tivessem sido pacíficos, a polícia teria sido tolerante. "Mas, se há violência, então a polícia tem de agir e 200 pessoas não podem virar a cidade de cabeça para baixo", disse Rubalcaba.

Uma porta-voz da polícia nacional se recusou a dizer nesta sexta-feira quantos manifestantes ficaram feridos, mas disse que quatro deles foram detidos por desordem pública, dentre eles Gorka Ramos, repórter do jornal online lainformacion.com. Ela falou em condição de anonimato, de acordo com a política da polícia.

A publicação informou que 13 manifestantes tiveram de receber cuidados médicos por causa dos ferimentos e que Ramos está detido em Madri, sem poder falar com a família ou seu empregador.

O jornal publicou imagens de Ramos com manchas de sangue em seu nariz. Ele carregava sua identificação de jornalista e estava cobrindo os protestos ao vivo pelo Twitter, disse o lainformacion.com. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Espanhaprotestosconfronto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.