Polícia entre em confronto com oposição no Paquistão

A polícia entrou hoje em confronto com partidários do ex-primeiro-ministro Nawaz Sharif perto da capital do Paquistão, Islamabad. As manifestações contra uma decisão judicial que impede que Sharif concorra em eleições continuam no país pelo terceiro dia. A crise política pode tirar do governo civil o foco no combate à Al-Qaeda e ao Taleban, no momento em que também há uma situação econômica difícil no Paquistão. A polícia lançou gás lacrimogêneo em jovens, que revidavam com pedras. Um grupo de centenas de pessoas invadiu a rodovia entre Islamabad e a vizinha Rawalpindi. O tráfego na rodovia, principal rota para a capital, foi paralisado.O impasse começou na quarta-feira, quando a Corte Suprema manteve uma decisão impedindo Sharif de disputar eleições por uma condenação criminal anterior. Com a decisão, Sharif não pode desafiar o presidente Asif Ali Zardari nas eleições gerais de 2013. A Suprema Corte também retirou o irmão de Sharif do posto de chefe do governo do Punjab, província mais rica e populosa do país. Sharif, considerado o político mais popular do Paquistão, acusa Zardari de estar por trás da iniciativa judicial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.