Polícia espanhola entra em confronto com manifestantes

A polícia entrou em confronto com manifestantes hoje em Barcelona, no local onde foi montado um dos acampamentos que se espalham por toda a Espanha como forma de protesto contra o alto nível de desemprego e outros problemas econômicos e sociais.

AE, Agência Estado

27 de maio de 2011 | 13h32

Um oficial da polícia regional da Catalunha disse que algumas pessoas ficaram feridas durante os confrontos, mas não soube dizer quantas. O jornal barcelonês La Vanguardia informou que 99 pessoas, dentre elas 12 policiais, ficaram feridas. De acordo com o diário, apenas duas pessoas tiveram ferimentos mais graves.

Imagens de televisão mostraram policiais batendo nos manifestantes com cassetetes, chutando-os e os arrastando pelo chão. O governo regional disse que vai apresentar um relatório sobre os distúrbios ainda hoje.

Os policias acompanhavam os funcionários encarregados de limpar a praça de Catalunha, onde o acampamento foi montado há cerca de duas semanas, e usaram a força quando os manifestantes não se retiraram temporariamente do local, como havia sido pedido.

Segundo um oficial, que pediu anonimato, a intenção era retirar materiais como garrafas, paus e contêineres com gás, por razões de segurança, antes de possíveis comemorações amanhã, caso o time de futebol do Barcelona vença a final da Liga dos Campeões. Após a limpeza, os manifestantes retornaram em massa ao local e a polícia saiu, explicou a fonte.

Dezenas de milhares de espanhóis, jovens em sua maioria, estão nas ruas do país desde o dia 15, reclamando da forma como o governo lida com a crise econômica e criticando o sistema partidário nacional, considerado corrupto. Quase dois anos de recessão deixaram a Espanha com o maior nível de desemprego da zona do euro, de 21,3%, e também com problemas para honrar suas dívidas.

O maior protesto ocorre na praça Puerta del Sol, em Madri. Hoje, cerca de 500 pessoas continuavam acampadas na praça e ativistas disseram que eles ficariam ainda muitos dias. O Ministério do Interior até agora resiste em enviar a polícia para dispersar os manifestantes. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Espanhaprotestospolíciaconfronto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.