Polícia espanhola prende 33 imigrantes africanos

A polícia espanhola prendeu nesta quinta-feira33 imigrantes africanos que desembarcaram no sul do país num barco superlotado, no qual se espremiam homens sofrendo de hipotermia e mulheres grávidas.A imprensa espanhola mostrou imagens dramáticas depoliciais carregando mulheres grávidas que mal conseguiam andar e desmaiavam, após dias no mar à deriva, sendo levados pelo vento até a extremidade sul da Espanha.A polícia também prendeu dois marroquinos suspeitos de tráfico de pessoas. Do total, 26 imigrantes são da África sub-saariana, incluindo seis mulheres. Outros sete homens são de países do norte da África. Eles foram detidos e levados para um centro do governo e deverão ser deportados.Dezenas de milhões de africanos destituídos das mais básicas condições de vida buscam a cada ano entrar na Espanha ilegalmente em busca de uma vida melhor. A maioria tenta atravessar o Estreito de Gibraltar para chegar ao país, ou pelonorte, através das Ilhas Canárias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.