Polícia especial começa a filtrar internet

A polícia iraniana inaugurou ontem um departamento especial para investigar "crimes" na internet, em uma tentativa de restringir ainda mais o acesso à rede no país. O anúncio foi feito pelo chefe da Polícia Nacional, general Esmail Ahmadi Moqaddam. A primeira unidade já está atuando em Teerã e autoridades esperam que o controle seja ampliado para todo o país até março. O departamento combaterá grupos dissidentes e "antirrevolucionários" que, segundo as autoridades iranianas, foram os responsáveis em 2009 pelos protestos contra a reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad.

, O Estado de S.Paulo

25 de janeiro de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.