Polícia filipina culpa grupo islâmico por atentado

Autoridades filipinas atribuíram neste domingo à Frente Moro de Libertação Islâmica a culpa pelo mais recente atentado no sul das Filipinas, que neste sábado deixou nove mortos e 41 feridos em Koronadal."O modus operandi é o mesmo", disse o secretário de Interior, José Lina, durante uma visita à cidade de Koronadal, onde neste sábado uma bomba explodiu na calçada em frente a um mercado.Antes, o prefeito da cidade, Fernando Miguel, havia acusado o grupo Abu Sayyaf pela ação extremista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.