Polícia ganha 24 horas para interrogar detido por assassinatos

A Polícia do condado de Suffolk, no sudeste da Inglaterra, ganhou mais 24 horas para interrogar um dos dois detidos na investigação do assassinato de cinco prostitutas em Ipswich, informaram nesta quinta-feira fontes policiais.A Justiça concedeu aos agentes a permissão para interrogar o suspeito, de 37 anos, que a imprensa britânica identificou como Tom Stephens, preso na segunda-feira. Amanhã, porém, terão que apresentar uma acusação formal ou soltar o suspeito.Um segundo homem, detido na terça-feira, permanece em uma delegacia de Suffolk e poderá ser interrogado até sábado. A imprensa britânica identifica o suspeito como Steve Wright, de 48 anos. Mas a Polícia não revelou oficialmente os nomes dos dois.Os homens foram detidos como suspeitos da morte de Tania Nicol, de 19 anos; Anneli Alderton, de 24; Annette Nicholls, de 29; Paula Clennell, de 24; e Gemma Adams, de 25. Os corpos nus das jovens apareceram entre 2 e 12 de dezembro na região de Ipswich.Os especialistas forenses continuam nesta quinta-feira as buscas nas casas dos suspeitos. Mais de 500 agentes trabalham na investigação, análise de informações fornecidas pela população e imagens das câmeras de circuito fechado de segurança de Ipswich.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.