Polícia grega prepara-se para protestos contra Merkel

A polícia grega aumentou a segurança e está preparando-se para fechar muitas partes da cidade de Atenas em preparação para a visita da chanceler da Alemanha, Ângela Merkel, que chega na terça-feira e deve atrair muitos protestos.

AE, Agência Estado

08 de outubro de 2012 | 13h53

Merkel conversará com o primeiro-ministro da Grécia, Antonis Samaras, em meio ao crescente descontentamento com os cortes de gastos públicos. As autoridades gregas, que tentam convencer os credores do resgate financeiro a liberaram uma parcela vital de empréstimo, estão determinadas a prevenir tumultos. A Alemanha insiste que o governo grego efetue mais reformas e medidas de austeridade para acertar a economia e permanecer solvente.

O ministro da Ordem Pública, Nikos Dendias, nesta segunda-feira pediu que os manifestantes "protejam a paz, e, acima de tudo, as expectativas do nosso país e nossa imagem internacional". Mais de 7 mil policiais estarão presentes durante a visita.

Reuniões públicas estarão proibidas desde o início da terça-feira em grande parte do centro de Atenas e em um raio de 100 metros da rota do comboio da chanceler. O porta-voz da polícia afirmou que a proibição não afetará outros dois protestos que devem acontecer em outras partes da cidade. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
GréciaMerkelvisita

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.