Polícia haitiana ataca rebeldes em St. Marc

A polícia haitiana atacou os rebeldes entrincheirados em um bairro de St. Marc, 72 km a oeste de Porto Príncipe, ao mesmo tempo em que civis partidários do presidente Jean-Bertrand Aristide bloquearam o acesso a Cap Haïtien, a segunda maior cidade do Haiti, numa tentativa de deter a revolta popular que já deixou pelo menos 42 mortos em todo o país.A oposição haitiana, que diz não apoiar os rebeldes, anunciou para amanhã uma marcha contra o governo. Em Washington, os EUA manifestaram preocupação com a crise e instaram o presidente Aristide a pôr fim à violência. Forças leais a Aristide incendiaram 15 casas em Cap Haïtien e expulsaram da cidade presumíveis simpatizantes dos rebeldes.André Apaida, líder da oposição haitiana, voltou a condenar a ação dos rebeldes. "Somos pacifistas", reiterou ao convocar a marcha contra Aristide. Funcionários da ONU temem que o protesto termine em violência. Nos últimos dias, a polícia conseguiu retomar o controle de três das 11 cidades afetadas pelo levante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.