Polícia hondurenha dispersa protesto e prende 88

Um manifestante recebeu um tiro na cabeça, outras 25 pessoas ficaram feridas e 88 foram detidas em um confronto hoje na capital de Honduras entre a polícia e partidários do presidente deposto José Manuel Zelaya. A polícia dispersou com bombas de gás lacrimogêneo e golpes de cassetetes cerca de dois mil manifestantes que bloqueavam uma das rodovias no acesso norte a Tegucigalpa. "O ferido grave em Tegucigalpa se chama Roger Vallejo, ele levou um tiro na cabeça", disse o porta-voz da polícia hondurenha, Daniel Molina. Segundo ele, a bala foi disparada pelos manifestantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.