Polícia identifica homem suspeito de atentado na Maratona de Boston

Diversos veículos da imprensa americana noticiaram prisão, o que foi negado pela polícia da cidade

O Estado de S. Paulo,

17 de abril de 2013 | 14h27

(Atualizada às 16h10) BOSTON - A polícia de Massachusetts e o FBI identificaram um homem suspeito pelo atentado de segunda-feira durante a Maratona de Boston, que deixou 3 mortos e mais de 170 feridos. Mais cedo, a rede de TV CNN, o jornal Boston Globe e a Associated Press noticiaram que ele teria sido preso e levado para interrogatório em um tribunal federal.

A polícia de Boston e o FBI, no entanto, negaram que tenha ocorrido uma prisão relacionada ao caso. "Apesar das informações, não houve nenhuma prisão pelo ataque", disse a polícia de Boston, por meio de sua conta no Twitter.

O FBI divulgou um comunicado sobre o caso. "Ao contrário do que foi noticiado, nenhuma prisão relacionada ao ataque na Maratona de Boston ocorreu. Durante as últimas 36 horas, uma série de reportagens foram publicadas a partir de fontes não oficiais. Considerando as consequências que essas histórias podem ter, pedimos à mídia, especialmente nessa fase inicial da investigação, que tenha cuidado e verifique a informação com uma fonte apropriada antes de publicá-la."

O suspeito foi encontrado por meio de uma câmera de segurança da loja Lord and Table, que registrou o momento em que ele deixou a mochila com uma das bombas na calçada. O anúncio deve ser feito ainda nesta quarta-feira.  

Um policial próximo à investigação disse ao jornal Boston Globe que as imagens mostram o suspeito carregando e talvez deixando uma mala preta no local onde explodiu a segunda bomba no dia da Maratona. Os investigadores, segundo a fonte, estariam "num estágio avançado" da investigação. 

Autoridades disseram ter recuperado o pedaço de uma placa de circuito que pode fazer parte de uma das bombas e encontraram a tampa de uma panela de pressão aparentemente atirada para o telhado de um prédio.   

Fotos da cena das explosões na Maratona de Boston tiradas por investigadores mostram os restos de um artefato explosivo, incluindo partes retorcidas de um recipiente de metal, fios, uma bateria e o que parece ser uma pequena placa de circuito. Um funcionário do governo dos EUA, que não quis ser identificado, disponibilizou as imagens à Reuters.   

Na terça-feira, o agente especial do FBI Richard Deslauriers disse em entrevista coletiva que as evidências recuperadas da cena do crime seriam usadas para reconstruir o dispositivo ou dispositivos utilizados nas explosões. Entre os itens recuperados estão pedaços de náilon preto que Deslauriers disse que podem ser de uma mochila usada para transportar as bombas.

Com informações da Reuters

Tudo o que sabemos sobre:
Atentado de BostonEUAterrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.