Polícia identifica suspeito de ataques ao Parlamento do Canadá

Polícia identifica suspeito de ataques ao Parlamento do Canadá

Autoridades americanas disseram que o atirador era canadense convertido ao Islã e revelaram que o homem era de Quebec

Claudia Trevisan / Correspondente, Washington, O Estado de S. Paulo

22 de outubro de 2014 | 19h30

WASHINGTON - A polícia canadense investiga Michael Zehaf-Bibeau como possível suspeito nos ataques ao Parlamento, disse uma fonte próxima às investigações. Duas autoridades americanas disseram que o atirador era canadense de Quebec e se converteu ao Islã.


Pelo menos um atirador atacou ontem o edifício doParlamento canadense, depois de matar um soldado que guardava o Memorial deGuerra Nacional, no segundo atentado contra militares no país em três dias.Deputados e senadores estavam em sessão e o primeiro-ministro Stephen Harper sereunia com partidários quando o suspeito entrou no prédio e trocou cerca de 30tiros com seguranças, antes de ser morto em corredor que dá acesso ao plenário.

No início da noite, a polícia continuava a busca por aomenos um segundo atirador. O suspeito morto foi identificado como MichaelZehaf-Bibeau, um cidadão canadense de 32 anos convertido ao islamismo. Segundoa CNN, ele tinha uma história de dependência de drogas antes da conversão./ COM REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
Canadá

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.