Polícia impede realização de parada gay em Moscou

Forças policiais e manifestantes nacionalistas impediram neste sábado a realização de uma parada gay em Moscou. Ativistas dos direitos dos homossexuais pretendiam fazer um desfile do orgulho gay na capital russa apesar da recusa da prefeitura local em autorizar a parada.O principal organizador do desfile, Nikolai Alexeyev, foi detido pela polícia ao tentar depositar flores sobre o Túmulo do Soldado Desconhecido, uma símbolo da vitória da Rússia contra o fascismo na Segunda Guerra Mundial. "Estamos fazendo uma demonstração pacífica", disse Alexeyev. "Queremos mostrar que temos os mesmos direitos que outros cidadãos".A polícia, no entanto, fechou o acesso ao local onde fica o túmulo e os primeiros ativistas que chegaram carregando flores foram recebidos aos chutes e socos por cerca de 100 extremistas religiosos e nacionalistas.Segundo a polícia, foram detidos cerca de 120 ativistas gays e manifestantes contrários aos homossexuais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.