Polícia indiana detém 8 suspeitos de ataque

A polícia indiana interrogou neste sábado oito homens suspeitos de participação nas explosões que causaram a morte de 20 pessoas em um templo hindu e numa estação de trem de Varanasi, a cidade mais sagrada do hinduísmo, informaram autoridades locais. Dois dos homens detidos na noite da última sexta-feira foram denunciados com base em retratos falados divulgados pela polícia indiana, informou um oficial das forças de segurança do estado indiano de Uttar Pradesh, Yashpal Singh. Os oito suspeitos foram detidos em diversas partes do estado e levados a Varanasi, local dos atentados de terça-feira, onde seriam submetidos à identificação por testemunhas, disse Singh à Associated Press. Neste sábado, cerca de 150 hindus e muçulmanos de Varanasi misturaram-se durante uma manifestação pacífica pelo fim da violência e para exigir do Paquistão que promova relações amistosas com a Índia. O ataque de terça-feira foi assumido por um grupo islâmico caxemir até então desconhecido. Os rebeldes islâmicos da Caxemira lutam pela independência da região Himalaia ou por sua anexação ao Paquistão. O território motivou duas das três guerras travadas entre Índia e Paquistão desde 1947, quando os dois países tornaram-se independentes da Grã-Bretanha.

Agencia Estado,

11 Março 2006 | 13h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.