Polícia indiana tenta determinar autores de explosões

Investigadores indianos inspecionavam nesta quarta-feira os destroços dos trens atacados na terça-feira durante uma série explosões coordenadas contra o sistema ferroviário de Mumbai que provocou a morte de 183 pessoas e deixou mais de 700 feridas.As oito bombas atingiram trens lotados no início da noite de terça-feira (horário local), um dos horários mais movimentados do dia, e abalaram uma cidade que encarna as ambições globais da Índia e se apresenta ao mundo como uma metrópole cosmopolita na qual banqueiros jantam com astros de cinema e modelos participam de festas badaladas até o amanhecer.Autoridades indianas sabiam que a cidade poderia ser alvo de extremistas e investigam a possibilidade de algum grupo separatista da Caxemira ter provocado as explosões de terça, disse o diretor geral da polícia do Estado indiano de Maharashtra, P. S. Pasricha, onde fica Mumbai.Até o momento, porém, nenhum grupo assumiu a autoria dos ataques e as organizações extremistas que se pronunciaram negaram envolvimento nas explosões.Pasricha disse que a polícia indiana dispõe de "alguns indícios", mas não entrou em detalhes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.