Polícia indonésia frustra planos de atentado durante eleições municipais

Duas operações distintas terminaram com três supostos terroristas mortos pelas forças de segurança e um detido

EFE

25 de junho de 2018 | 02h08

JACARTA - A Polícia da Indonésia frustrou pelo menos dois planos de atentados no país durante as eleições municipais que vão acontecer na quarta-feira no país, publicou a imprensa local nesta segunda-feira, 25.

A atuação das autoridades, realizada entre sexta-feira passada e sábado em duas operações diferentes, concluiu com três supostos terroristas mortos pelas forças de segurança e um detido.

O porta-voz da Polícia Nacional declarou na véspera que um dos mortos, durante uma emboscada policial na sexta-feira perto da cidade de Subang, levava em uma mochila uma bomba de fabricação caseira que ia ser detonada durante o pleito.

+++ Indonésia sufoca separatistas em Papua

Na manhã do sábado, dois supostos jihadistas perderam a vida na cidade de Depok ao resistirem à detenção e outro foi detido, segundo o portal de notícias "Liputan".

Esta suposta célula contava com facas e armas de fogo para fazerem atentados durante as votações, segundo a Polícia.

Mais de 150 milhões de pessoas devem votar na quarta-feira durante eleições municipais, conhecidas no país como "Pilkada", nas quais vão ser escolhidos mais de 170 cargos.

A Indonésia, o país mais povoado do Islã e onde a população muçulmana representa cerca de 88% dos 260 milhões de habitantes, sofreu vários atentados jihadistas, entre eles o cometido na ilha de Bali em 2002, que causou 202 mortos. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.