Polícia indonésia interroga pilotos de avião acidentado

Os pilotos do avião da companhia aérea Garuda, que na quarta-feira, 7, se incendiou durante uma aterrissagem e provocou a morte de 21 pessoas, foram detidos na terça-feira, 13, pela polícia indonésia, informou nesta quarta-feira, 14, uma fonte policial.O piloto, Muhamad Marwoto Komar, permaneceu mais de nove horas detido. O co-piloto, Gagam Saman Rahman, também foi interrogado durante seis horas, segundo a agência indonésia Antara.Após os interrogatórios, Marwoto declarou à imprensa que sentia muito as mortes no acidente.O governo da Indonésia mandou trocar os radares velhos de vários aeroportos comerciais para melhorar as condições de segurança aérea, anunciou o ministro dos Transportes, Hatta Radjasa, segundo a mesma fonte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.