Polícia indonésia procura reconstituir atentado de Bali

A polícia indonésia já conseguiu reconstituir parcialmente as grandes linhas de planejamento do atentado de Bali após terinterrogado um suspeito que admitiu ter ajudado a fabricar a bomba, informou hoje um porta-voz. "Podemos agora nos concentrar melhor sobre o essencial no nosso inquérito porque já estamos em condições de fazer um esboço de reconstituição do atentado", declarou o oficial da polícia indonésia, Edward Aritonang.Aritonang esclareceu que os investigadores procuram vários cúmplices do detido Amrozi, que segundo a polícia confessou ter ajudado a fabricar a bomba que destruiu duas discotecas cheias de turistas estrangeiros em Bali, matando cerca de 200 pessoas dia 12 de outubro passado.O chefe da equipe internacional de investigadores, Made Mangku Pastika, declarou na sexta-feira que Amrozi reconheceu à polícia ter pretendido "matar tantos norte-americanos quantos possível", para se vingar da "opressão de Washington contra os muçulmanos".A polícia indonésia procura pelo menos cinco cúmplices do homem detido, entre eles dois irmãos seus, Ghufron e Ali Imron, que se supõe tenham estado em Bali por ocasião do atentado e que se encontram agora com paradeiro desconhecido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.