Francois Lenoir / Reuters
Francois Lenoir / Reuters

Polícia investiga caso de racismo em voo da Ryanair após homem chamar mulher de ‘negra desgraçada'

Homem não identificado insultou a passageira depois de reclamar que ela o havia incomodado quando ele tentava chegar à sua poltrona; companhia aérea está sendo criticada pela forma com a qual lidou com a situação, trocando a mulher de 77 anos de lugar e mantendo o acusado em seu assento

O Estado de S.Paulo

22 de outubro de 2018 | 10h40

LONDRES - A polícia do Reino Unido investiga um caso de racismo durante um voo da companhia Ryanair. Imagens gravadas dentro da aeronave e compartilhadas nas redes sociais neste fim de semana mostram um homem gritando com uma mulher negra de 77 anos. A empresa aérea vem sendo muito criticada pela forma com a qual lidou com a situação, trocando a idosa de lugar e mantendo o acusado em seu assento.

O homem não identificado insultou a passageira depois de reclamar que ela o havia incomodado quando ele tentava chegar à sua poltrona. "Ouvi aquele homem gritar com a mulher e dizer 'você está no meu caminho! Saia! Não quero você perto de mim!'", contou David Lawrence, que gravou o vídeo.

A filha da idosa começou a confrontar o homem. "Ela disse 'com quem você está falando? Não grite com ela. É minha mãe e é uma pessoa com deficiência'." O passageiro então gritou para que ela fosse transferida de lugar. "Estou dizendo, se você não for para outro lugar, eu mesmo a colocarei em outro lugar."

A idosa argumentou em resposta e o homem disse: “Não fale comigo em uma porcaria de língua estrangeira sua vaca feia e estúpida”. Uma pessoa próxima pediu que ele parasse com as ofensas. “Vou continuar enquanto eu puder com essa negra feia e desgraçada”, afirmou ele.

A companhia aérea informou que está ciente do caso e o reportou às autoridades. “A polícia de Essex leva a sério um crime com base no preconceito e queremos que todos os casos sejam reportados. Estamos trabalhando de perto com a Ryanair e as autoridades espanholas na investigação”, afirmou a polícia em um comunicado. 

O vídeo foi feito por um dos passageiros enquanto o avião aguardava para decolar em Barcelona com destino a Londres na sexta-feira, 19. Após a discussão, a mulher foi trocada de assento. Um comissário de bordo teria dito ao acusado que ele discutiria o incidente com seu supervisor, mas o passageiro permaneceu em seu lugar.

"Vi companhias aéreas pararem, polícia ser acionada e passageiros serem retirados do avião por muito menos", disse Lawrence à BBC Radio. "Se os papéis estivessem invertidos, se fosse um negro ofendendo uma idosa, uma mulher branca, sei que o resultado seria completamente diferente." / REUTERS e W.POST

Tudo o que sabemos sobre:
racismoRyanair

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.