Polícia iraniana prende clérigo muçulmano xiita

A polícia iraniana prendeu na manhã deste domingo o clérigo muçulmano xiita Hossein Kazemeini Boroujerdi, em Teerã. O religioso, de 50 anos, era perseguido por se opor à ligação entre Estado e religião, vigente no regime teocrático do Irã.Cerca de 200 seguidores de Boroujerdide tentaram evitar a prisão do líder. Eles estavam entrincheirados na frente da casa do clérigo desde sábado para impedir a entrada da polícia.Forças de segurança lançaram bombas de gás lacrimogêneo para afastar a multidão. O Ministério de Interior do Irã informou que autoridades locais prenderam "seguidores de um culto religioso" depois de eles terem atacado pessoas com armas brancas e ácido.Em comunicado publicado na internet, o ministério não revelou a identidade das pessoas detidas, mas a agência de notícias Mehr assegurou que Boroujerdi está entre os presos.A polícia havia tentado deter Boroujerdi em agosto, mas uma multidão de seguidores impediu a captura do clérigo. O religioso já foi preso duas vezes, em 1995 e 2000.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.