Polícia iraniana reprime manifestação em Teerã, diz oposição

Mais cedo, site reformista afirmou que governo deslocaria tropas e tanques contra passeata pró-Mousavi

REUTERS

31 de dezembro de 2009 | 14h24

A polícia iraniana disparou gás lacrimogêneo para dispersar uma multidão de manifestantes contra o governo que se reuniu no centro de Teerã, afirmou um site da oposição nesta quinta-feira, 31.

"Os simpatizantes do líder da oposição Mir Hossein Mousavi se confrontaram com a polícia na praça Haft-e-Tir e a polícia disparou em dois momento gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes", afirmou o site Jaras.

As autoridades iranianas ordenaram nesta quinta-feira que seus opositores parem com os protestos antigovernamentais. Uma nova onda de protestos ganhou força no último domingo, quando oito pessoas morreram durante o ritual xiita de Ashura.

Mais cedo a oposição iraniana afirmou que o governo deslocaria tropas  e veículos militares para a capital no dia em que o líder dos simpatizantes da oposição, Mirhossein Mousavi, planeja uma manifestação.

"Centenas de militares e dezenas de veículos armados... estão seguindo para Teerã. Alguns veículos são usados para reprimir manifestações de rua", informou o Jaras.

A informação não pôde ser confirmada independentemente pela Reuter por conta do banimento de equipes estrangeiras de mídia em demonstrações ilegais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.