Polícia iraquiana encontra 46 cadáveres

A Polícia iraquiana encontrou nas últimas horas os cadáveres de 46 pessoas de identidade desconhecida em Bagdá e em outras três províncias do país, informou o Ministério do Interior iraquiano. Só na capital, em diferentes bairros, apareceram 37 cadáveres, a maioria deles com sinais de tortura e alguns com um tiro na cabeça. Os outros nove cadáveres foram achados nas províncias de Wasat (sul), Al Anbar (oeste) e Ninawa (norte), sem que se tenham mais detalhes. A aparição de cadáveres assassinados a sangue frio se transformou em uma rotina quase diária, especialmente em Bagdá, depois que em janeiro de 2006 um venerado mausoléu xiita em Samarra, 100 quilômetros ao norte de Bagdá, foi bombardeado. A violência, até então atribuída quase exclusivamente a gruposinsurgentes sunitas, transbordou para se manifestar através de ataques sectários - sunitas contra xiitas e vice-versa - nos quais se suspeita que participa de forma encoberta a própria Polícia, vista pelos sunitas como ponta de lança do radicalismo xiita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.