Polícia iraquiana mata terrorista vinculado à Al-Qaeda

Um dos dirigentes do grupo Ansar al Islam (Partidários do Islã), supostamente vinculado à Al-Qaeda, morreu em um tiroteio em Bagdá com as forças de segurança, informou nesta segunda-feira um comunicado do governo iraquiano.Ali Wali, um dos homens mais procurados pela polícia iraquiana, morreu em um confronto ocorrido na sexta-feira passada após uma operação das forças de segurança no bairro Al Mansur, no oeste da capital.Segundo a nota, "Wali era o principal responsável (da Ansar al Islam) nas operações de treinamento militar, seqüestros e preparação de atentados suicidas e de bombas".O comunicado explica que Wali, de 38 anos, tinha viajado ao Afeganistão em 1986, onde permaneceu cerca de dez anos, e depois retornou ao Iraque. Wali ficou detido durante três meses por ter entrado no país com documentos falsos.Após sua libertação, o terrorista viajou ao norte do Iraque para fornecer treinamento militar a membros de Ansar al Islam, acrescenta a nota, sem precisar em que data isso ocorreu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.