Polícia iraquiana recupera quadro roubado de Picasso

Forças especiais iraquianas recuperaram um quadro do pintor espanhol Pablo Picasso e detiveram um homem na cidade de Hillah, cerca de 95 quilômetros ao sul de Bagdá. O quadro "A Mulher Nua" pode ter sido roubado do Kuwait durante a invasão de 1990 ordenada por Saddam Hussein, disse o porta-voz da polícia, major Muthana Khalid. Segundo o oficial, o homem estava tentando vender o quadro por US$ 450 mil, mas alguns especialistas iraquianos que viram a obra dizem que ela vale US$ 10 milhões.

AE-AP, Agencia Estado

26 de agosto de 2009 | 16h45

O quadro foi recuperada hoje durante uma operação na casa do suspeito. A obra, que tem a assinatura de Pablo Picasso e inscrições do museu do Kuwait, é mantido pela polícia como prova enquanto o suspeito é interrogado, disse Khalid. Bens e obras de arte pertencentes a pessoas ricas e ao museu nacional do país vizinho foram levados para o Iraque após a invasão, que resultou na Guerra do Golfo de 1991.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.