Polícia italiana 'acha corpos' em navio que pode ter lixo radioativo

Embarcação pode ter sido afundada pela máfia; investigação continua.

Duncan Kennedy, BBC

25 de setembro de 2009 | 16h54

Investigadores na Itália afirmaram que podem ter encontrado dois corpos a bordo de um navio que teria sido afundado por membros da máfia e pode também conter lixo nuclear.

Uma câmera submarina usada para examinar o navio, que está a uma profundidade de 500 metros na costa sudoeste da Itália, também mostrou barris da cor laranja, com a palavra "tóxico" escrita neles.

As autoridades afirmam que acreditam que o navio pode ter sido afundado pela máfia calabresa como parte de um plano para lucrar com a indústria do lixo.

O cargueiro foi descoberto depois que um informante da máfia disse às autoridades que ele estava envolvido em uma operação para destruir navios que continham lixo nuclear e outros tipos de dejetos.

'Lucro milionário'

Promotores locais afirmam que é possível que parte da tripulação não soubesse da intenção de afundar a embarcação ou então foi morta pela máfia.

As autoridades afirmam que só poderão ter certeza quando o navio for resgatado.

O informante da máfia, por sua vez, afirma que ele afundou pessoalmente dois outros navios e que também sabia a respeito de pelo menos outros 30 navios sabotados pela máfia.

O homem, que atualmente está em prisão domiciliar, disse durante interrogatório que o lixo tóxico veio de companhias farmacêuticas italianas e europeias e que a máfia recebeu entre US$ 2 milhões (cerca de R$ 3,6 milhões) e US$ 20 milhões (cerca de R$ 36 milhões) para afundar os navios. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.