Polícia italiana intercepta carta-bomba em Roma

A polícia italiana informou que interceptou uma carta-bomba num escritório da agência tributária do país. A bomba foi encontrada nesta quinta-feira no escritório em Equitalia, nas proximidades do centro de Roma.

AE, Agência Estado

15 de dezembro de 2011 | 12h23

Um policial, falando em condição de anonimato, disse que agentes trabalhavam para desarmar o explosivo.

O diretor do escritório ficou ferido na última sexta-feira ao abrir um envelope endereçado a ele e que continha explosivos. Um grupo anarquista que já havia enviado uma carta-bomba ao executivo-chefe do Deutsche Bank, em Frankfurt, assumiu a autoria do atentado.

A polícia disse que continua a investigar a ligação entre os incidentes anteriores. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Itáliacarta-bombaRoma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.