Polícia italiana prende suposto chefe da máfia calabresa

A polícia italiana informou hoje que prendeu um suposto chefão foragido da ''Ndrangheta, a máfia calabresa, acusado de ser o líder de um clã envolvido nos assassinatos de seis jovens calabreses em uma pizzaria na Alemanha, no ano passado. Antonio Pelle seria o chefão do clã Vottari-Pelle, inimigo do clã Nirta-Strangio. A polícia de Reggio Calábria informou que ele estava escondido em um bunker no município de Ardore Marina, perto de Reggio Calábria. Pelle estava foragido desde 2007 e era procurado por associação mafiosa.A clã Vottari-Pelle está envolvido em uma disputa com o clã Nirta-Strangio desde 1991. A violência levou ao assassinato de seis jovens italianos na frente de uma pizzaria em Duisburg, na Alemanha, em meados de 2007. Já na Calábria, cinco pessoas foram mortas desde o ano passado. A disputa entre as famílias, que acredita-se pertençam à ''Ndrangheta, atraiu a atenção internacional. Alguns procuradores italianos afirmam que atualmente a ''Ndrangheta é mais poderosa que a máfia siciliana, a Cosa Nostra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.